SÍNDROME DO PÂNICO:

como identificar e tratar esse transtorno

A síndrome do pânico é caracterizada por crises de ansiedade repentinas e intensas, com forte sensação de medo ou mal-estar, acompanhadas até mesmo de sintomas físicos. Saiba o que é este transtorno, como identificar e a melhor forma de tratar.




A síndrome do pânico é um tipo de transtorno de ansiedade que pode acometer qualquer indivíduo, que se caracteriza por crises inesperadas de medo de um perigo não identificado.






Agitação, sudorese, palpitação, medo de morrer ou de perder o controle são alguns dos sintomas da síndrome do pânico.



Em 2020, a Organização Mundial da Saúde (OMS), divulgou que 9,3% dos brasileiros apresentam algum problema relacionado a sua saúde mental, o que confere ao Brasil, a maior taxa de transtornos de ansiedade do planeta.





Quem sofre desse transtorno passa a ter muitas dificuldades nas tarefas do dia a dia e a ter um aumento considerável do medo de sentir medo.







Para tratar a síndrome do pânico, é aconselhável medicação e terapia.


Também é possível executar algumas técnicas eficazes, como por exemplo, a respiração diafragmática, que ajuda a equilibrar o dióxido de carbono no nosso corpo e faz com que o centro dessa ansiedade fique menos ativo.







Acima de tudo, o melhor caminho é procurar ajuda adequada de um psiquiatra e psicólogo.

 NO BRASIL

DA SAÚDE MENTAL

ENTENDER A EVOLUÇÃO

7 pontos para

CONFIRA TAMBÉM:

purebreak

jovem

e ENTRETENIMENTO

empoderamento

crédito

Renata Moreira
Mafê Capelli
Rahabe Barros