O que é patriarcado?

Falar sobre o patriarcado pode ser complicado. Muitas pessoas não gostam de usar o termo por ser acadêmico e parecer "militante" demais. No entanto, é algo presente no dia a dia de todas as mulheres.

Para as teóricas feministas, patriarcado é um sistema social que privilegia homens através das principais instituições que formam nossas relações. Eles têm, portanto, maior poder na sociedade.




Como estamos falando de privilégios, sua figura mais representativa é a de um homem cis, branco e heterossexual.


Enquanto isso, as mulheres são colocadas como submissas e menos capazes. A obrigação em exercer certos papéis - como o da boa esposa, dona de casa e mãe - também tem relação.

É uma forma de controle fortemente presente na família, instituição que ainda engloba os casos de violência doméstica. Também faz parte do ambiente de trabalho, da educação e da religião, por exemplo.


A desigualdade salarial, o protagonismo de homens na história e a ideia de "fragilidade feminina" são algumas provas de que vivemos em uma sociedade patriarcal.


É difícil saber quando e como surgiu, mas a historiadora Gerda Lerner investigou as antigas civilizações do Oriente Médio para responder essa pergunta no livro "A Criação do Patriarcado".



Lerner investigou como era a relação dessas mulheres em relação aos homens na época para entender também o patriarcado atualmente.




Segundo a autora, não se trata de um processo natural e biológico. Ele surgiu na sociedade e, portanto, pode acabar um dia!

purebreak,

jovem

imagens

produção

empoderamento

entretenimento e

Renata Beatriz

Instagram
Gettyimagens