8 pessoas da comunidade LGBTQIAP+ que fizeram história 

Junho é o Mês do Orgulho LGBTQIAP+ e é importante lembrar todos os avanços da comunidade ao longo dos anos. Confira 8 pessoas que mudaram a história!

1. Cazuza

(Crédito: Acervo Cazuza / Reprodução)

Um dos maiores cantores do Brasil, Cazuza chamou atenção para a comunidade LGBTQIAP+ e aumentou o debate sobre HIV, que, por anos, atingiu muitos homens homossexuais. 

2. Laerte

(Crédito: Netflix / Reprodução)

Cartunista e escritora extremamente talentosa, Laerte se assumiu como mulher trans, trazendo muitas informações sobre a comunidade para os seus trabalhos. 

3. Marielle Franco

(Crédito: Reprodução)


Vereadora do Rio de Janeiro brutalmente assassinada em 2018, Marielle se tornou exemplo de resistência para mulheres pretas e LGBTQIAP+.

4. Alan Turing

(Crédito: Science Photo Library / Reprodução)

O matemático e cientista da computação criou a base para o computador que temos hoje. Por ser gay, foi condenado à castração química e cometeu suicídio anos depois, em 1954. 

5. Frida Kahlo

(Crédito: Acervo Frida Kahlo / Reprodução)

Uma referência feminista, Frida também era bissexual. Apesar do seu casamento com Diego Rivera ser a relação mais conhecida, ela teve muitas histórias de amor com outras mulheres.

6. Sally Ride

Sally foi a 1ª mulher e pessoa LGBTQIAP+ a viajar ao espaço. Sua sexualidade só foi revelada após a morte, em 2012, com o anúncio de seu relacionamento de 27 anos com Tam O'Shaughnessy.

7. Marsha P. Johnson

(Crédito: Netflix / Reprodução)


Mulher trans, drag queen e preta, Marsha lutou pelo direito das minorias, atuando na causa das travestis. A sua história até ganhou documentário na Netflix. 

8. Robbie Rogers

Ex-jogador de futebol americano, Robbie se aposentou aos 25 anos após se assumir gay. Atualmente, ele é um dos produtores de “My Policeman”, adaptação com Harry Styles no elenco.

Confira também:

É E POR QUE É

PREJUDICIAL À

COMUNIDADE LGBTQIAP+

Queerbaiting: o que

e entretenimento

jovem

empoderamento

Purebreak

crédito

Renata Moreira
Mafê Capelli
Luísa Araújo